sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Halcón M.L.57 e M.L.60

Calibre: 9 mm Parabellum.
Regime de tiro: seletivo.
Carregador: 40 cartuchos.
Cadência cíclica: 520 tiros/min.
Comprimento total: 780 mm.
Comprimento, coronha rebatida: 535 mm.
Comprimento do cano: 225 mm.
Peso: 4,4 Kg.
Origem: Argentina.

O "Modelo Liviano de 1957" foi uma interessante vertente das séries iniciais da Halcón, em que a filosofia de projeto parece que deu ênfase a simplificar a baratear ao máximo a arma. Assim, a utilização de usinagem foi reduzida consideravelmente, em seu lugar sendo empregada a tecníca de estamparia. O punho foi fixado diretamente à tubular caixa da culatra, à qual por meio de uma porca, fixava-se o cano desprovido das anteriormente utilizadas alertas de resfriamento. Bem simples e aparenrtemente incômoda para o uso, a coronha girava para baixo e para a frente, permanecendo rebatida no lado esquerdo da arma. Apesar do mencionado objetivo de simplificação, entretanto, o mecanismo de disparo acabou ficando mais complexo, saindo do modelo com percutor no ferrolho para um mais comoplicado sistema de martelo e percussor. O sitema de segurança consistia em puxar o ferrolho para trás e engatar a alavanca de manejo numa fenda vertical, travando-o. O seletor de tiro ficava à esquerda , numa depressão da empunhadura. Posteriormente foi criada a M.L.60, em que a seleção de tiro dava em dois gatilhos separados: intermitente, no dianterio, e rajada, no de trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário